Afrofuturista

February 28, 2015

 

A exemplo dos grandes nomes da música mundial, ellen oléria já demonstrou que é uma artista de carreira, o que se espelha em seus quatorze anos de atividade na cena cultural, nos seus quatro primeiros discos e dois dvd’s, e nas diversas premiações em sua área. seu público tem sido dinâmico como ela própria: cada vez mais uma massa heterogênea a acompanha em suas apresentações pelo brasil e pelo mundo. vemos desde crianças pequeninas cantando seu primeiro sucesso, “testando”, até o embalar de cabeças grisalhas pela experiência de vida ao som de suas inigualáveis versões de “anunciação” de alceu valença ou “maria, maria” de milton nascimento.

 

Ellen oléria, seu quarto e mais recente disco, o primeiro lançado e distribuído por uma gravadora (universal music do brasil), foi sucesso de vendas no itunes e, em tempos do que se chamou de crise do mercado de cds, a cantora recém-conhecida pelo grande público superou a marca de quinze mil cópias vendidas em alguns meses de venda.

 

O projeto afrofuturista pretende alimentar a identidade das produções musicais ainda marginalizadas no brasil, como o rap, o funk, as levadas crioladas, através da sustentabilidade à pesquisa musical com que oléria se propõe a explicitar esses ritmos negros na fusão com a mpb. essa fusão é marca registrada do talento ímpar representado pela hibridez afrofuturista da própria oléria, que em suas canções combina o orgânico ao digital, a herança ancestral à projeção do futuro, o mapa holográfico à trilha de chão que leva de volta para casa.

 

Confira o vídeo de solta na vida, gravado ao vivo no sesc santos, no dia 07/03, cantando “solta na vida”.

 

https://www.youtube.com/watch?v=-hhnRnLKyFU&list=UUv677TvmG-LAYr6FyTSCsKw

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

28/02/2015

Please reload

Siga

© Todos os direitos reservados para Carne Dura Produções. Site criado por Agência KABE.